Dicas para elaboração do currículo

O currículo é o cartão de apresentação de qualquer profissional, por isto deverá passar a melhor impressão possível e despertar no avaliador(a) o interesse em conhecer o(a) seu(a) autor(a).

Deve ser coerente com as reais competências do(a) profissional, pois o que está escrito será confrontado no momento da entrevista.
Deve traduzir o jeito de ser do(a) profissional, por esta razão precisa ser elaborado pelo(a) próprio(a) profissional, mesmo que tenha a ajuda de um(a) especialista em carreira.

São lidos em 15 segundos, por esta razão deve ser enxuto (no máximo duas páginas), objetivo e focando as atividades de forma coerente e, se respondendo ao anúncio, ajustado aos requisitos do cargo em questão.

Para melhor compreensão, deve ser escrito em blocos, aproximadamente 06 blocos, conforme sugerido abaixo:

  1. Dados Pessoais: colocar o nome do(a) profissional (em destaque), endereço completo com todas as formas de contato (telefones, e-mail, skype, etc);
  2. Objetivo ou área de interesse: (escrever o cargo(s) que pode ocupar ou área(s) de interesse;
  3. Formação profissional: Começar da formação mais recente, incluindo a(s) que têm afinidade(s) com o objetivo;
  4. Síntese da experiência: resumir em mais ou menos cinco parágrafos toda a experiência que tenha afinidade com objetivo do currículo, independente de onde ela foi adquirida. Devem ser colocados os conhecimentos específicos, softwares, legislação ou tecnologias, fluência em idiomas, etc, que agreguem valor ao objetivo.
  5. Destaque ou realizações: descrever o que tornou o(a) profissional um destaque no(s) seus empregos, escrevendo: o que fez, como, quando e o impacto que teve para a organização. Este bloco só deve ser incluído no currículo se realmente foi um fato de relevância para a organização.
  6. Experiência profissional ou Histórico Profissional: escrever, começando da última ou atual ocupação / empresa, constando apenas: Nome da empresa ou projeto, período (mês e ano de entrada e desligamento), cargo(s) ocupado(s) e missão ou responsabilidade que tinha nessa.
  7. Informações complementares: Bloco facultativo- registrar os diferenciais que agregam valor a(o) profissional, como: viagens técnicas ou de intercâmbio no exterior, serviços voluntários, disponibilidades, participações em congressos ou similares, etc.

Observações:

– Nos 3 primeiros blocos deve-se começar escrever direto, sem  colocar o título do referido bloco;

– Antes de enviar o currículo, revisar e pedir alguém para fazer o mesmo, pois qualquer erro compromete a imagem do(a) profissional. Lembre de datá-lo também;

– É imprescindível atualizar  adequando o conteúdo do currículo ao perfil descrito na vaga . Isto facilita a análise do avaliador(a).

Autora: Margarida Silva, consultora de carreira.

Esta entrada foi publicada em * Gestão de carreira e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

5 respostas para Dicas para elaboração do currículo

  1. Geisa disse:

    Adorei!!!
    Muito boas as dicas e já refiz todo meu currículo, ajudou bastante!
    Obrigada pela força!

  2. Maria de Fátima Mendes da Silva disse:

    Gostei de navegar nesse blog, há dicas interessantes porém o meu objetivo não consegui alcançar, atualizar meu currículo.

  3. cleonice oliveira disse:

    Gostei, vou refazer meu currículo ,realmente este modelo é objetivo e direto , é como se fosse uma pré entrevia .

  4. viviane muniz disse:

    Muito bom! Gostei, vou refazer meu curriculum, pois não está assim como voces orientam!
    obrigada pela ajuda!

  5. Gessica disse:

    Muito bom!